Tags

, , ,

Pin-up é aquela mulher sexy o bastante para pendurar sua imagem em uma parede (pin-up em ingles), mas inocente o suficiente para não atentar contra a “moral e os bons costumes”.

A mulher “pin-up” sempre existiu, mas foi na Segunda Guerra Mundial que elas passaram de fotos em paredes à sex symbols .

Durante a Guerra do Vietnã e a II Grande Guerra (1939 – 1945), a maioria dos soldados recrutados eram jovens de classe média, entre 18 e 22 anos, tornaram as pin-ups onipresentes nos armários dos mesmos.

O termo pin-up pode ser referido a garota que era ilustrada na imagem ou a arte pin-up que diz respeito a desenhos, pinturas e outras ilustrações feitas por imitação a estas fotos.

Bettie Page

Bettie (além de minha pin-up favorita) é considerada a rainha das pin-ups. Ela foi a primeira a ser retratada em fotos, diferentemente de suas antecessoras, somente retratadas em ilustrações a partir de suas fotografias.

Como características mais marcantes de Page, podemos citar os cabelos escuros e a franja – cortada mais curta do que as usadas na época.

Pin-ups modernas

Com o passar dos anos, a moda adotou o estilo pin-up, que hoje em dia é usado por garotas adeptas a visuais vintage e sexy ao mesmo tempo. Esse estilo tem como característica mais marcante a maquiagem, composta por batom vermelho e delineador gatinho e, até mesmo, o lenço utilizado na cabeça, amarrado como tiara e usados com o cabelo preso ou solto.

Reinvenção

Um dos maiores ícones do estilo pin-up moderno é a atriz e dançaria burlesca Dita Von Teese, responsável pela reinvenção, não só das pin-up, mas também da estética burlesca.

De pele extremamente branca e cabelos negros, o estilo de Dita é um exemplo de que a dupla sensualidade + inocência vão bem juntas.


Anúncios