Tags

, , , ,

Berço do baby-boom e do movimento de contracultura, a década de 60 foi única para a sociedade como um todo. Um período conturbado historicamente  que manifestou na moda a necessidade de mudança dos jovens da época, que estavam cansados de ser como seus pais.

Como diferencial, os anos 60 tiveram destaque por ser a época onde a moda foi diretamente feita para jovens, visando suas necessidades, desejos e sonhos. Aliás, a moda era não seguir a moda, o que representava claramente um sinal de liberdade, o grande desejo da juventude da época.

Twiggy e a moda da época, tubinhos coloridos de comprimento mini

A moda da década teve duas vertentes, uma mais conservadora e ainda um pouco apegada a moda 50’s e outra mais rebelde, inaugurada pelo movimento hippie.

Janis Joplin

A vertente conservadora , ainda apegada a moda 50’s foi marcada pelo uso do Scarpin, o vestido tubinho, o óculos gatinha e a introdução do delineador na maquiagem. Já a moda masculina continuou com ternos bem cortados, com a adição das calças jeans e topetes.

No sentido reverso, a vertente rebelde da década, muito influenciada pela contracultura e pelo movimento hippie, exaltava tendências recém criadas como a mini-saia, além de roupas coloridas e artesanais e a adoção da calça para as mulheres, que deixaram os Tailleurs de Dior para as suas mães.

Icones até hoje, Twiggy e Audrey Hepburn são dois dos maiores exemplos de estilo da época, que acentuavam ainda mais os efeitos de uma nova atitude.

Anúncios