Tags

, ,

O punk é um dos movimentos mais ricos culturalmente, além de um dos mais famosos da história da moda e da música. O estilo punk tem como características o “Do It Yoursef”, o interesse, a aparência agressiva, a simplicidade e a subversão a cultura. Há controvérsias sobre a origem desse estilo musicalmente, já que o punk começou com Ramones nos EUA em 1974 e, três anos mais tarde, se tornou um fenômeno na Inglaterra com o Sex Pistols.

Punk nos Estados Unidos

O estilo musical punk surgiu, primeiramente, nos EUA em meados de 1974 se assemelhando aos movimentos jovens ocorridos na década de 1950/1960 que eram caracterizados pelo tipo de musica e pelo modo comportamental.

O primeiro movimento genuinamente punk rock nos Estados unidos surgiu em 1974, denominado como o renascimento da cultura rock’n’roll e o estilo rocker. Na moda, o estilo era composto basicamente por jaquetas de couro, tênis de lona, calça jeans e camisetas brancas.

Com música simplificada (notas com pouco mais de três acordes), o estilo aproximava a música do público, motivando o surgimento de muitas bandas de punk rock da época.

Punk na Inglaterra

A cultura inglesa, no início dos anos 70, era uma mistura de decadência social com a necessidade de algo novo, desencadeando o punk em si. O movimento foi impulsionado pela banda Sex Pistols, banda inicialmente de rock que foi lançada pelo empresário Malcom McLaren, que fez algumas mudanças, como a inclusão de Sid Vicious na banda e a adoção de símbolos nazi-fascista e comunistas. Além de Malcom, a estilista Vivienne Westwood foi a grande incentivadora e patrocinadora da banda e, consequentemente, do movimento.

Vivienne e o punk rock

Conhecida como “estilista punk”, Vivienne vestia a banda Sex Pistols e algumas outras bandas de punk rock influenciada por Malcom McLaren, seu marido na época e empresário dessas bandas. Junto com a influência punk, veio a primeira loja de Vivienne, a “Sex” que trazia influências fetichistas e  com elementos que lembravam o sado masoquismo. Com o tempo, o punk saiu de moda, perdendo espaço para o hardcore e o new wave, porém Vivienne continua em cena.

Anúncios