Tags

, , ,

Alô, você. Nos últimos posts do Beauty&Co escrevi sobre tipos de maquiagem específicos que são, sim, ótimos, mas pouco eficientes no nosso dia a dia. Afinal, a menos que queiramos chamar bastante atenção, não iríamos para o colégio ou para a faculdade com batom laranjão ou delineador colorido. O item do post de hoje é mais “eclético” e vale para qualquer maquiagem. Ele é – rufem os tambores – o iluminador.

Muitas meninas pensam que o iluminador é aquela sombra mais clara, colocada no canto interno do olho. E elas estão certas, ele também é isso. Mas não só isso. O iluminador serve para iluminar – dã – o rosto. Ele é utilizado em áreas estratégicas da face, onde a luz incide mais, para destacar determinados pontos do rosto. Ao contrário do que muita gente acha, o iluminador não é restrito à maquiagem de festa. Ele pode ser usado no cotidiano, dependendo da quantidade usada e do tipo.

Para um bom uso deste item, é preciso conhecer os melhores lugares para aplicá-lo. Observe-os no rosto da Leandra Leal, que faz aniversário hoje:

Perdoe a montagem deveras porca. O spray não é uma ferramenta de fácil uso

1) Logo abaixo da sobrancelha, para levantar o olhar;
2) No ossinho do nariz, para afiná-lo;
3) No “v” acima do lábio superior, para deixar a boca mais carnuda;
4) No queixo, para afinar o rosto;
5) Em C invertido, nas maçãs do rosto, subindo até as têmporas

Existem iluminadores líquidos ou cremosos, que dão o efeito mais natural, e os em pó, compactos ou soltos, que, normalmente, têm mais brilho. Eu vou ser sincera: nunca comprei um iluminador, uso uma sombra perolada da Panvel que funciona maravilhosamente bem. Ninguém nunca reparou nada de anormal na minha cara. Talvez agora que se tornou público, comecem a notar. Enfim.

O segredo para o uso do iluminador é o mesmo de todos os tipos de maquiagem: bom senso. Afinal você não quer sair na rua parecendo que mergulhou a cara num pode de purpurina, certo?


Anúncios