Tags

, , , , , , , , ,

O That’s de hoje explora uma peça que, embora bastante popular na moda feminina, raramente aparece da maneira correta no guardarroupa das mulheres. O vestido preto, imortalizado por Audrey Hepburn no filme Bonequinha de Luxo, é um item essencial e versátil, que vai do dia à noite, de passeios no shopping a casamentos.

Mesmo sendo uma peça coringa, praticamente óbvia, o little black dress ainda causa frisson na mente feminina: mas que modelo eu compro? Qual o tecido? O corte? Tem que ser liso? Ó, minhas caras, isso depende muito do seu estilo e do seu corpo. De nada adiantaria, por exemplo, eu, que não sou uma moça muito menininha, comprar um vestido preto de babados. Tampouco poderia eu, uma senhorita de quadris largos, adquirir uma peça com corte no quadril. O post de hoje é uma seleção de vestidos pretos, inspirado em outro look do livro La Parisienne, do qual falei no primeiro post dessa seção.

Corpo mignon:

Vestido Renner: R$ 99,90

Você menina magrinha, com pouca definição de curvas, pode abusar das texturas para fazer volume no corpo. O vestido justinho drapeado é uma ótima opção, já que aumenta as curvas naturais do corpo. Se você for baixinha, o comprimento mini também ajuda. Caso tenha pernas curtas, pode ser interessante usar um cinto fino marcando a cintura: alonga as pernas e dá a ilusão de corpo violão.

Gordinhas:

Vestido Marisa: R$ 79,99

Meninas mais cheinhas, ironicamente, costumam ter o mesmo problema das mignons: a falta de definição de curvas. Para tanto, um vestido mais soltinho com fita marcando a cintura é uma boa ideia, já que cria uma definição maior da silhueta. Engana-se quem pensa que só porque a menina é gordinha tem de se render ao corte império. A cintura marcada está liberada, desde que a fita não seja muito apertada.

Muito peito:

Vestido Marisa: R$ 79,99

Alor, você que tem muito peito. A ideia aqui é atrair o olhar para outro ponto do corpo. Sim, o tomara que caia pode destacar os seios grandes, mas nada que o tamanho certo do vestido e um bom sutiã não resolvam. Esta peça tem detalhes – leia-se: rendas e camadas – na parte de baixo. Isso atrai a atenção para os quadris, desviando-a da sua “comissão de frente”. Agora, se você tiver quadris largos também, fuja desse modelo.

Para você, menina com um quê fashionista:

Vestido Renner: R$ 119,90

Para usar este vestido há apenas dois requisitos: atitude e pescoço comprido. O corte desta peça vai bem em qualquer corpo, desde que a menina tenha o pescoço longo: a gola marcante pode encurtar. A parte legal deste vestido é justamente a gola trabalhada, que faz o contraponto com o comprimento mini. É o velho jogo: esconde aqui e mostra lá.

Anúncios