Tags

, , , , , ,

Com influências que vão desde a rainha Elizabeth I, da corte de Luis XVI e vão até o século XIX, o filme Alice no País das Maravilhas, de Tim Burton, ganhador do Oscar 2010 de melhor figurino é um ótimo exemplo de reinvenção de um clássico. No longa, Alice tem 19 anos e não mais 10, como é originalmente no livro de Lewis Caroll, fato que possibilita maiores oscilações no figurino.

Alice

O primeiro vestido usado pela personagem ainda é infantil, lembrando o modelo clássico de vestido retratado pela Alice do filme da Disney de 1951. Já o segundo vestido, assim como o terceiro, é aparentemente feito com pedaços do primeiro, porém é mais solto e mais sexy que o primeiro, mostrando a evolução da personagem, da infância para a vida adulta. O quarto vestido foge do padrão com suas cores: vermelho e preto, as cores da Rainha de Copas.

Rainha de Copas

Com roupas inspiradas nas da famosa rainha Elizabeth I da Inglaterra, a Rainha de Copas tem vestidos que disputam a atenção com a enorme cabeça da monarca. Suas vestimentas são sempre em vermelho e preto.

Rainha Branca

Figurino exuberante e cheio de detalhes, a rainha branca recebeu influências da moda da corte de Luis XVI, com um vestido branco de mangas bufantes feito de tule acompanhado por uma peruca loira platinada.

Chapeleiro

Guarda-roupas datado pela moda do século XIX (época em que Lewis Caroll escreveu seu livro), o Chapeleiro tem em suas vestes influências dandistas, com uma casaca longa, lenço colorido amarrado em laço no pescoço e claro, um chapéu de modelo cartola.

Anúncios