Tags

, , , , ,

* post escrito por Marina Cardozo
e Natacha Kötz

Ocorreu na noite deste domingo, 18, a 63ª edição do Emmy, o maior prêmio da TV norte-americana. O evento foi realizado no Nokia Theater, em Los Angeles (EUA), e foi apresentado pela atriz Jane Lynch, a Sue Sylvester do seriado Glee.

Assim como acontece na premiação do Oscar, todos aguardam ansiosos pelo look das famosas no tapete vermelho e nós, do Fash’n’Blog, vamos mostrar os melhores e os piores da noite.

Os melhores

Com um longo vermelho e decotado, criado pela estilista Elie Saab, a atriz Kate Winslet arrasou no look. Embora alguns sites estejam sendo bastante críticos sobre os quilinhos a mais que foram evidenciados pelo vestido, eu achei que a cor e o desenho deram um ar jovial e sexy à eterna Rose de Titanic. Bom, agora sobre a Julia Stiles eu sou suspeita para falar, pois ela é minha queridinha desde a minha adolescência. O vestido dela, ainda de estilista desconhecido, está deslumbrante! Com uma cor discreta e uma cauda espetacular, ela arrasou! Sem contar o penteado lateral, que é super tendência e a Nina já ensinou a fazer aqui no blog.

E o look da atriz Kristen Wiig? Tudo de lindo! A comediante apostou num modelo de Zac Posen com degrade em tons de cobre que ficou elegantíssimo. Nota 10 para ela! Já a atriz Jayma Mays apostou no romantismo de um modelo rosa do estilista Zuhair Murad. Deu super certo! A atriz ficou parecendo uma bonequinha com o vestido de babados e tules.

Ok, a ideia era só avaliar as roupas, mas não pude deixar de observar as unhas da atriz Kaley Cuoco. Ela arrasou na filha única, que nós já ensinamos a fazer aqui no F’n’B.

Eu ia parar por aqui, mas não posso encerrar os melhores da noite sem falar da Kelly Osbourne. Sério, aquela garota gordinha e desajeitada mostrou que se tornou um mulherão. Não era pra menos, né? Ela tem a quem puxar. A filha de Ozzy e Sharon Osbourne arrasou num J.Mendel cor vinho.

Os piores

É difícil avaliar os melhores e o piores, levando em consideração que cada pessoa tem um gosto diferente e fica melhor em modelos diferentes. Mas tem coisas que não podemos deixar passar em branco. Um exemplo disso foram as transparências e rendas utilizadas por Gwyneth Paltrow. Assinados por Emilio Pucci, a saia longa e o top deixaram a atriz vulgar. Aquela barriga aparecendo foi totalmente desnecessária. Jane Lynch usou um David Mester berinjela tomara-que-caia lindo de morrer. Acertou na escolha de um modelo simples… mas não para ela!! A atriz que é grande e tem o quadril largo, ficou parecendo ainda mais cadeiruda com o modelito. Não deu certo!

Apesar dos modelos mais moderninhos e cores diferentes, no red carpet do Emmy os clássicos pretos e vermelhos também tiveram lugar.

Os vestidos vermelhos vieram em modelos longos e com toques sexy: o decote do Elie Saab de Kate Winslet – mostrada anteriormente –, a silhueta sereia do Donna Karan de Nina Dobrev e o decote nas costas do Marchesa de Lea Michele. Os toques pessoais das estrelas, porém, deram o charme de cada produção. Nina Dobrev optou pelo cabelo jogado de lado e ondulado, no maior estilo diva de Hollywood. Já Lea Michele apostou no detalhe moderninho dos ombros destacados.

Os pretos seguiram uma linha mais ou menos parecida: pouco decote, com destaque para detalhes como texturas, assimetrias, etc. Naya Rivera apostou na silhueta clássica e ajustada, com a cintura marcada. O diferencial do vestido Lloyd Klein são os recortes do decote. Kaley Cuoco optou pelo modelo 60’s, de cintura marcada, saia ampla e comprimento midi, o hit do momento entre as celebridades. A assimetria do decote do Romona Keveza moderniza o look, que poderia ficar muito literal levando em conta o cabelo volumoso e o peep toe vermelho.  Evan Rachel Wood apostou no modelo clássico e ajustado. O destaque do vestido Elie Saab é a textura do tecido, todo bordado.

Os vencedores da noite

O F’n’B fez a cobertura ao vivo do Emmy pelo Twitter. Mas, para quem perdeu, pode conferir aqui quem levou o troféu para casa.

Anúncios