Tags

, , , , , ,

Com um diretor estreante e com uma narração não linear, (500) days of Summer  é mais do que uma comédia romântica que deu “errado”. Com uma trilha sonora charmosa, diversas referências pop e um ar indie, o filme consegue fugir do clichê “boy meets girl” e ser um ótimo filme.

Inicialmente pensei em falar só sobre o figurino de Summer (Zoey Deschanel), que é maravilhoso, contudo, após rever o filme, reparei que o figurino de Tom (Joseph Gordon-Levitt) também era bem elaborado, além de uma ótima referência.

O figurino, diferentemente de qualquer outra comédia romântica, é surpreendente. Repleto de referências vintage e rocker, a figurinista Hope Hanafin dá densidade e personalidade para os personagens. Com seu corte de cabelo vintage, que lembra Audrey Hepburn em uma versão indie, Summer exibe um figurino singular, composto por tons pastéis, saias mindi, sweaters e trench coats.

Menos vintage, mas não menos singular, o figurino de Tom se faz de camisetas de bandas, camisas com gravatas e sweaters, o que dá o ar “looser” e “nerd” que o personagem requer.

Anúncios