Tags

, , , , ,

Criada em fevereiro de 1955, a bolsa mais cobiçada do mundo, a Chanel 2.55 (nome originado a partir da data de sua criação) foi criada por Madeimoselle Chanel para manter livre os braços e mãos das mulheres, que então começavam a se equilibrar entre a vida doméstica e a profissional. Sua inspiração são as bolsas que carteiros usavam na II Guerra Mundial e a costura matelassê dos casacos dos jóqueis e das almofadas de camurça marrom do apartamento da estilista, na Rue Cambon, em Paris

Feita artesanalmente, o processo de criação da bolsa demora até 18 horas e possui mais de 180 etapas que são feitas por 16 artesões que trabalham com a Chanel há 17 anos. Até o corte do couro é feito a mão e são utilizados três cordeiros para cada bolsa, utilizando somente a área mais macia do couro do animal.

A ultima etapa da fabricação e a colocação da corrente, etapa que se não for feita com cuidado, pode comprometer toda a qualidade da bolsa. Além das 18 horas que a bolsa leva para ficar pronta, a 2.55 fica 72 horas submetida a um clima de 60 graus e a uma umidade relativa do ar de 95% com o objetivo de testar a resistência do couro.

Uma a cada seis coleções anuais da Chanel conta com 250 protótipos de diferentes costuras e cores, dessas, apenas 30 são aprovadas por Karl Lagerfeld. 50% da produção anual de 2.55 é composta por bolsas pretas, a favorita do mercado. A cada coleção, sempre lança-se uma bolsa em tonalidades de bege, cor favorita de Coco.

Anúncios