Tags

, , ,

Apesar de rejeitado pela critica por ser vago e sem ritimo, Elizabeth: a era de ouro tem um figurino digno de rainha. O filme tem Cate Blanchett como Elizabeth I, a ultima monarca da dinastia Tudor,e conta a história da “rainha virgem” mostrando-a como uma mulher imponente, poderosa mas ao mesmo tempo, solitária e angustiada.O Filme se passa no século XVI, mostra Elizabeth e o inicio do conflito da Inglaterra com a Espanha por divergências religiosas.

Com o figurino de Alexandra Byrne, os fabulosos vestidos da rainha roubam a cena e, segundo os críticos, salvam o filme. A partir de suas vestes, a rainha demonstra suas emoções e oscila entre blocos de cores para cada acontecimento ocorrido durante o filme.  Para seduzir, a rainha usa vermelho, que contrasta com o azul de vestes posteriores para disfarçar seus desejos e vontades.

Na cena que sofre um atentado, Elizabeth aparece como uma santa, pura e virginal, uma imagem tão impressionante que inibe até o ódio cego de seu agressor. Em oposição a imagem virginal, o figurino apresenta as vestimentas de cores aristocráticas como o roxo e também mostra a rainha de cabelos soltos e armadura, disposta a lutar por seu pais.

Por seu figurino majestoso, Elizabeth: the golden age, ganhou o Oscar de melhor figurino em 2007. Contudo, contrasta com seu antecessor, o filme Maria Antonieta, que ganhou o mesmo Oscar em 2006, mostrando um figurino tão exuberante quando o de Elizabeth.

Anúncios