Tags

, , , , , ,

Ambientado na Paris dos anos 30, A invenção de Hugo Cabret – ou simplesmente Hugo, tem a sofisticação das câmeras usadas por James Cameron em Avatar e o charme vintage de O artista, seu concorrente em diversas categorias no Oscar 2012, incluindo a de Melhor Filme. Hugo não é meu favorito para a estatueta de melhor figurino, mas torço por ele em outras categorias.

Como disse no post-resumo sobre os filmes indicados ao Oscar de melhor figurino, na minha singela opinião, Hugo não deveria concorrer ao prêmio nessa categoria, pois não tem um figurino realmente relevante para tal prêmio. Contudo, as produções são bastante verossímeis às da época e bastante singulares nos detalhes.

Contando a história de um órfão (Asa Butterfield) que mora numa estação de trem em Paris, o filme tem detalhes únicos nos figurinos, como o fato da garota Isabelle (Chloe Moretz) usar sempre uma blusa listrada por baixo de seus casacos, criando uma marca para a personagem. A figurinista de Hugo, Sandy Powell foi indicada 10 vezes para o Oscar de Melhor Figurino, ganhando o prêmio com A jovem rainha Vitória (2009), O aviador (2005) e Shakespeare apaixonado (1998).

O guarda-roupas do filme, em geral, vem numa paleta de tons terrosos e escuros, com casacos grossos, salvo apenas pelo traje azul anil do guarda (Kevil Eldon) que persegue Hugo.

Anúncios