Tags

, , , , ,

Roí minhas unhas. Sim, aconteceu de novo. Mas ok, não se desesperem! Afinal, somos brasileiras e sempre damos um jeitinho, certo?

Andei observando que, infelizmente, além de mim, várias leitoras do blog tiveram uma recaída e roeram suas unhas. O mais importante é não relaxar agora. Continue com o hábito de cuidar das mãos sempre. O primeiro passo é fazer suas unhas normalmente. Comece pelas cutículas, pois elas que dão sensação de unha maior. Hidrate, empurre e retire com cuidado. Em seguida, lixe toda a ponta roída para evitar que aquelas pontinhas desagradáveis puxem fios e deem ainda mais vontade de roer. Depois de tudo pronto, aplique uma camada de alguma base fortalecedora potente para evitar que as unhas enfraqueçam ou cresçam quebradiças. Eu apliquei a base reestruturadora Risqué Technology.

Há quem diga que pintar as unhas roídas com cores escuras funciona melhor, pois as cores vibrantes acabam motivando mais a largarmos o vício. Eu discordo. Acho feio unha roída esmaltada com cores fortes. Para a empreitada escolhi o Prata, da Impala. Ele é um perolado lindíssimo e superfácil de aplicar e limpar. Duas camadas cobriram super bem a unha (ou o que sobrou dela). Nunca imaginei que usaria esmaltes metálicos tipo prata ou dourado, mas são super tendência e eu me apeguei demais. Achei lindo.

Poderia ter pedido pra Nina ou Helô colocarem foto da unha delas, né? Mas já que roí, vou mostrar.

Como não sou de ferro, achei que estava discretinho demais e fiz uma filha única no anelar esquerdo com o Glitter Forte da Hits, que eu super recomendo!

Como li na nossa página no Facebook que algumas leitoras também não resistiram à tentação e levaram os dedinhos à boca, eu torço para que elas consigam novamente se livrar do vício e que me mostrem logo, logo as unhas lindas, coloridas e compridas.

Anúncios