Tags

, , , , , , ,

Estilo e sofisticação não se compram, principalmente se os mesmos forem “made in France”. Uma das únicas pessoas que conseguiram expressar ao máximo esse estilo é a eterna Chanel Girl, Inès De La Fressange, ex-modelo, estilista e agora escritora. Nascida Inès Marie Laetitia Églantine Isabelle de Seignard de La Fressange, filha de um Marquês e uma modelo argentina, a francesa viveu toda a sua vida nos arredores de Paris e começou sua vida de modelo aos 16 anos.

Aos 17 fez seu primeiro trabalho para a revista ELLE francesa e logo depois desfilou para Thierry Mugler, ganhando o apelido “the talking model”. Alguns anos depois, a jovem modelo foi a primeira manequim da história a assinar um contrato de exclusividade com uma Maison. No caso de Inès, a Maison era simplesmente a Chanel.

A modelo foi escolhida por Karl pois o Kaiser achava Inès muito parecida com Coco fisicamente. A parceria durou até 89, quando a label demitiu a modelo pois a mesma teria posado para a composição do busto de Marianne, simbolo onipresente do governo francês. Segundo Karl, seria “vulgar vestir um monumento”.

Em 1991 a moça desistiu da vida de modelo e abriu uma marca com seu proprio nome, perdendo-a depois de uma briga de sócios logo depois. Hoje Inès é consultora de imagem e chairman da Roger Viver, além de ter assinado uma marca de sapatos com o designer francês Bruno Fissoni e escrever um livro.

Anúncios